terça-feira, 30 de setembro de 2014

Aqui Jazz apresenta Take Five e Eliana :Pittman na Praça da Liberdade


IMG_8907
Aqui Jazz apresenta Banda Take Five e Eliana Pittman dia 11 de outubro na  Praça da Liberdade

O tradicional projeto mineiro Aqui Jazz, que completa 10 anos em 2014, apresenta uma edição especial. No dia 11 de outubro (sábado), às 20h, a convidada da que fará um belo show com a banda Take Five é uma das vozes mais bonitas do Brasil: Eliana Pittman, que interpretará clássicos do jazz internacional. A entrada é gratuita.
Para este show, Eliana Pittman apresentará canções especialmente escolhidas e que estão ligadas ao repertório das cantoras Billie Holiday e Ella Fitzgerald.  Ao todo, serão nove canções, sendo duas delas clássicos jobinianos, cantando em inglês.
As músicas sugeridas pelo diretor musical do projeto Pedrinho Alves Madeira que tiveram arranjos decifrados pelo diretor musical Matteo Ricciardi foram: Cry me a Rriver, Blue Moon, Summertime, Night and DayOur Love Is Here to StayI ve got you under my skynMy Funny ValentineWave e Dindi.
O quinteto Take Five, formado pelos músicos Ricardo Penido (trompetista), Matteo Ricciardi (saxofonista), Hugo Silva (contrabaixista), Leo Lana (percussão) e Walner Casitta (piano). Com 20 anos de experiência, o grupo reúne instrumentistas mineiros que interpretam sucessos do jazz à bossa nova, passando pelo erudito, com obras de compositores que estão na fronteira entre o clássico e o popular.
Eliana Pittman - Cantora e atriz carioca, Eliana iniciou a carreira em 1961 ao lado do saxofonista norte-americano Booker Pittman, seu padrasto, mas não demorou muito para seguir carreira solo. Fez shows no Brasil e no exterior e na década de 1970 emplacou vários sucessos, entre eles Mistura de carimbó, e recebeu o título de “Rainha do Carimbó”. Ao longo de sua carreira, gravou quinze discos, muitos deles lançados em diversos países, e ganhou variados prêmios.
Aqui Jazz
Com o patrocínio do Parque Renascer, Bosque da Esperança e Funeral House, são muitas as novidades agregadas ao projeto Aqui Jazz, que em 2014 está celebrando 10 anos de ininterruptas apresentações. Para manter o clímax de comemoração, a produtora e coordenadora do Aqui Jazz jornalista e produtora Cultural Christina Lima optou por convidar e formar duplas com alguns dos muitos artistas que tinham participado do Aqui Jazz, ao longo dos anos. Estas duplas interpretarão um repertório extraído de discos clássicos e/ou históricos da MPB, lançados no decorrer da década de 1970.
Um detalhe importante dos shows é o cenário, um autêntico Cadillac Hearse – Fleetwood – 1974, importado dos Estados Unidos, que pertence à frota de veículos do Parque Renascer. Este Cadillac é um belíssimo clássico entre os carros antigos, tem sete metros de comprimento, todo original. É um carro de colecionador, que era usado como veículo funerário e que também carrega parte da história de Minas Gerais: ele transportou no o corpo do Presidente Itamar Franco, do  Vice Presidente José de Alencar e de outras autoridades.
Sobre o Aqui Jazz
O Aqui Jazz é um projeto cultural que começou pequeno e tímido há dez anos. No início, apenas a bada Take Five era contradada para tocar jazz em algumas praças de Belo Horizonte. O sucesso de público e da mídia fez com que o projeto se tornasse parte do calendário cultural da capital mineiro, ganhando a simpatia do público e dos músicos mineiros.
Há cinco anos, o formato do projeto Aqui Jazz foi alterado com a contratação de Pedrinho Alves Madeira como diretor artístico e do músico Matteo Ricciardi como diretor musical - integrante da banda Take Five. As mudanças agregaram valor à iniciativa, que continou contando com a banda oficial do projeto, a Take Five, e adquiriu maior peso com a participação de talentosos artistas mineiros cantando seis músicas acompanhadas pelo grupo. 
 “Temos alguns detalhes que diferencia o nosso projeto dos demais. Nestes anos todos de realização colocamos flores ao redor do tablado. Não usamos palco, preferimos um tablado que proporciona boa visibilidade ao público e o deixa mais próximo do artista dando um ar mais intimista. As flores que colocamos enfeitando o tablado, no final das apresentações são distribuídas para a plateia”, pontua Christina Lima.
Marketing ousado e diferenciado
Os Cemitérios Parque Renascer e Bosque da Esperança sempre patrocinam eventos culturais, desde lançamentos de livros, exposições de fotografia, filmes e shows com o Aqui Jazz, que é praticamente um projeto próprio. Inclusive o nome Aqui Jazz  (pronunciamos jaz) é muito apropriado.
Fazer marketing no segmento de cemitérios e funerárias é muito difícil. Graças a ousadia, criatividade e empenho, as iniciativas idealizadas e patrocinadas pelas empresas mineiras tem se destacado. Apoiar as artes mineiras nas suas variadas manifestações é uma prática desenvolvida há bastante tempo pelo Parque Renascer, que já patrocinou o lançamento do livro “Dizendo Adeus”, de autoria do professor e doutor Evaldo A. D’Assumpção; a exposição de fotografias da jornalista Liliane Rosa, intitulada “Cemitérios” e a montagem teatral “Andar de Cima – Uma Comédia pra Amigos do Peito”, com o ator e diretor Luiz Arthur. Também realizou a exposição “Anjos de Igreja”, da fotógrafa Izabel Chumbinho; foi um dos apoiadores do espetáculo Teatral “Mulheres de Hollanda” e da montagem Morte e Vida Severina. Em 2009, promoveu o lançamento do livro “Os Comes e Bebes nos Velórios das Gerais”, da escritora Déa Rodrigues da Cunha Rocha e o lançamento do curta “Revertere ad locum tuum”, do diretor Armando Mendz.
 Serviço:
Aqui Jazz  - 10 anos
Banda Take Five convida Eliana Pittman
Data: 11 de outubro - Sábado
Horário: 20h
Entrada franca
Classificação livre
Patrocínio: Parque Renascer, Bosque da Esperança e Funeral House
Diretor artístico: Pedrinho Alves Madeira
Diretor musical: Matteo Ricciardi
Produção executiva: Christina Lima
Assessoria de imprensa:
Heberton Lopes – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

Projeto Música nas Escolas se apresenta na Estação Central do Metrô


 DSC_9029 web
Iniciativa patrocinada pela Vallourec participa da programação do Dia dos Metroviários em BH

Viabilizado pela Vallourec, o  Projeto  Música  nas  Escolas, que há nove anos promove o ensino de música para crianças e jovens, promoverá uma bela apresentação amanhã, (01/10), às 16h, na Estação Central do Metrô (Centro de BH), dentro de programação do dia dos Metroviários.
No repertório, as mais de 20 crianças regidas pelo maestro Rogério Vieira apresentarão composições  eruditas  e  populares como  Marcha  Turca  e  Ode  à  Alegria,  de  Beethoven,  Valsa  em  Dó,  de  Mozart,  Danúbio  Azul,  de  Strauss,Rondo,  de  Purcell,  Asa  Branca,  de  Luiz  Gonzaga,  e  mais.
O Projeto Música nas Escolas, idealizado  e  produzido  pela  Imago  Mundi  Cultural,  que  tem  a  frente  José  Roberto  Alvarenga  e  José  Roberto  Lages, engloba as  orquestras  Jovem  Vallourec  e  Comunidade  do  Barreiro,  Infantojuvenil  da  Escola  Estadual  Padre  João  Botelho  e  o  Grupo  de  Câmara. Os músicosrealizam  concertos  em  escolas  e  locais  públicos  de  Belo  Horizonte  e  Região  Metropolitana,  sempre  com  a  regência  do  maestro  Rogério  Vieira.

O  Música  nas  Escolas
Inspirado  no  maestro  Heitor  Villa  Lobos,  um  dos  primeiros  a  introduzir  a  música  nas  escolas,  o  Música  nas  Escolas  teve  início  em  2005,  numa  iniciativa  da  Imago  Mundi  Cultural.  O  projeto  incentiva  e  investe  na  formação  musical  de  crianças  e  adolescentes,  de  oito  a  20  anos,  estudantes  de  escolas  públicas,  moradores  da  Região  Metropolitana  de  Belo  Horizonte.  Por  meio  de  concertos  didáticos  e  cursos  de  formação  musical,  eles  têm  acesso  à  história  de  grandes  compositores  da  música  erudita  e  popular,  têm  aulas  de  teoria  musical,  história  da  música  e  apreciação  musical.
Ao  ingressarem  no  projeto,  eles  participam  de  aulas  diárias  e  gratuitas  de  instrumento  musical  à  sua  escolha,  como:  violinos,  violas,  violoncelos,  contrabaixos,  flautas  transversais  e  doces,  trompetes,  fagotes,  oboés  e  percussões  etc.  As  aulas  são  ministradas  por  15  professores  contratados  da  Orquestra  Sinfônica  de  Minas  Gerais  e  Orquestra  Filarmônica  de  Minas  Gerais,  que  os  aproximam  do  universo  da  música  erudita  e  popular.
Desde  o  início  do  projeto,  já  são  mais  de  200  apresentações  realizadas  para  cerca  de  60  mil  espectadores  em  eventos  culturais,  escolas,  creches,  hospitais,  metrôs  e  praças  da  capital  e  do  interior  de  Minas  Gerais.
Depois  de  anos  estudando  e  respirando  música,  muitos  jovens  continuam  no  projeto  aperfeiçoando-se  e  atuando  como  multiplicadores  do  conhecimento  adquirido.  A  qualidade  do  planejamento  pedagógico  e  da  formação  musical  também  favorece  a  atuação  de  vários  integrantes  das  orquestras  em  grupos  profissionais,  fora  do  âmbito  do  projeto,  propiciando  a  geração  de  emprego  e  renda  para  os  jovens  músicos, e também tem favorecido  a entrada de alguns músicos  em conceituadas  universidades.

Serviço:
Projeto Música na Estação Central do Metrô  - Programação do Dia dos Metroviários
1 de outubro (quarta-feira), às 16h
Local:Estação Central do Metrô (Centro)
Entrada franca – Classificação livre
Assessoria de Imprensa:
Christina Lima – (31) 3274 8907 | (31) 9981 4897
Heberton Lopes – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

TIM MUSIC NA ESTRADA FESTEJA BH LEVA MILHARES DE PESSOAS AO UNI BH ESTORIL


O tradicional festival de música sertaneja Festeja,  que já esteve em diversas partes do país, esteve pela primeira vez em Belo Horizonte. Com o nome de TIM Music na Estrada Festeja BH, exclusivamente na capital mineira, o evento foi realizado no último sábado (27), no campus Estoril do UniBH.  Grandes nomes da música sertaneja marcaram presença:  Cristiano Araújo, Fernando & Sorocaba, Henrique & Juliano e Pedro Paulo & Alex.

Uma das atrações mais esperadas foi a dupla Fernando & Sorocaba, que tem um carinho especial pelo festival. “O Festeja já virou uma referência e para a dupla Fernando e Sorocaba, participar do evento é uma honra”, conta Socoraba.

O Festeja, que é assinado pela gravadora Som Livre, significa a junção das palavras festa e sertaneja. A ideia do festival surgiu da vontade de misturar a paixão pela música sertaneja com a vontade de se divertir. É um convite para que todos que moram na cidade ou que queiram estar nela durante o evento, possam se divertir intensamente, em clima alto-astral, de festa, de confraternização entre as pessoas, ao lado de grandes artistas da música brasileira.

O evento foi realizado pela Nenety Eventos com produção artística de Wellington Melo, através da Multipllus Entretenimento.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

“Colados, Uma Comédia Musical Diferente” faz nova temporada em BH durante o mês de outubro


Versão brasileira foi elogiada pelo autor Ferrán Gonzáles, que veio à capital mineira direto da Espanha para prestigiar a estreia nacional do espetáculo

Depois da vitoriosa temporada realizada no começo de setembro em estreia nacional, “Colados, Uma Comédia Musical Diferente” volta ao cartaz nos finais de semana de outubro, no Teatro da Biblioteca Pública Luiz de Bessa (Praça da Liberdade, 21) ás sexta e sábado às 21h e domingo às 20h. 
Deliciosa comédia musical “Colados, Uma Comédia Musical Diferente”, já recebeu inúmeras montagens e prêmios em diversos países da Europa e América Latina. A montagem mineira foi muito elogiada por Ferrán Gonzáles, que destacou a qualidade do cenário e a brilhante atuação do elenco. O autor veio de Barcelona para assistir a estreia nacional da versão brasileira. 

Nesta versão brasileira, a tradução e direção são de Orlando Orube, a direção musical de Tatá Sympa, produção artística Mbyá Produções e produção geral da Artbhz Produtora. No palco estão: Beto Sorolli (Chico), Daniela Cassimiro (Chica), Suellen Ogando (Enfermeira) e  Robério Molinari (Doutor/Pianista).

Na curta temporada que o espetáculo fez em setembro, o sucesso do público superou as expectativas, que respondeu com gargalhadas à performance dos atores /cantores da comédia musical.

"Colados, Uma Comédia Musical Diferente” conta a história de dois jovens que se conhecem na balada e terminam fazendo sexo como o fariam qualquer casal de hoje em dia. O que eles não esperavam é que ficariam literalmente colados um ao outro. Ante a situação, decidem ir a um hospital onde, numa maca, “unidos”, esperam o doutor com a única companhia de uma enfermeira diferente, que não dá muita importância. Com muita música e humor os personagens estão condenados a se conhecer e se entender durante toda uma longa e tensa noite até o desenlace final.
Para o dramaturgo Orlando Orube, responsável pela tradução do texto e diretor desta montagem “quando na Broadway parece que já se criou tudo quanto é possível em termos de musical, quando em São Paulo esgota a compra de direitos americanos para musicais, vimos que o gênero se reinventa e a partir de produções latinas (espanhola neste caso) aparece com uma proposta deliciosamente diferente. Mesmo sem o glamour dos grandes e caros musicais, mas com a graça e bom gosto de comédias que divertem a todos “Colados, Uma Comédia Musical Diferente” inova criativamente e não deixa nada a desejar para as grandes produções”.

Serviço
Colados, Uma Comédia Musical Diferente
Local: Teatro da Biblioteca Pública Luiz de Bessa– Praça da Liberdade, 21
Datas e horários: 3 a 26 de outubro (exceto 18/10)
Sextas, às 21h
Sábados, às 21h
Domingos, às 20h
Ingressos
R$ 15 (preço único nos postos do Sinparc)
R$ 20 (meia) 
R$ 40 (inteira)
Ingressos a venda na Bilheteria do teatro, nos postos Sinparc do Mercado das Flores (centro) e Fnac BH Shopping e pelo site www.sinparc.com.br

Classificação etária: 14 anos.
Informações pelo fone: (31) 3463 1300
Elenco: Beto Sorolli, Daniela Cassimiro, Suellen Ogando e Robério Molinari
Tradução e Direção: Orlando Orube
Produção Geral: Artbhz Produtora de Espetáculos

Assessoria de Imprensa:
Christina Lima: (31) 3274 8907  -  (31) 9981 4897

Heberton Lopes: (31) 3077 0606 - (31) 8855 1219

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

TIM Music na Estrada Festeja BH chega pela primeira vez à capital mineira


Após reunir uma grande multidão em Ipatinga, o tradicional festival de música sertaneja Festeja,  que já esteve em diversas partes do país, chega pela primeira vez à Belo Horizonte. Com o nome de TIM Music na Estrada Festeja BH, exclusivamente na capital mineira, o evento será  no próximo sábado (27), a partir das 15h, o campus Estoril do UniBH (Av. Prof. Mário Werneck, 1685 – Estoril – Entrada pela rua lateral).  Grandes nomes da música sertaneja marcarão presença:  Cristiano Araújo, Fernando & Sorocaba, Henrique & Juliano e Pedro Paulo & Alex.

Uma das atrações mais esperadas é a dupla Fernando & Sorocaba, que tem um carinho especial pelo festival. “O Festeja já virou uma referência e para a dupla Fernando e Sorocaba, participar do evento é uma honra. Estamos ansiosos e esperamos todos os nossos fãs lá”, conta Socoraba.

Cristiano Araújo diz estar ansioso para voltar a se apresentar na capital mineira. “Vou aguardar a todos para cantarem e festejarem muito comigo, sempre sou muito bem recebido em BH. Nós estamos preparando um show único com um repertório especial, e uma surpresa que só quem estiver no evento vai saber”.

O Festeja, que é assinado pela gravadora Som Livre, significa a junção das palavras festa e sertaneja. A ideia do festival surgiu da vontade de misturar a paixão pela música sertaneja com a vontade de se divertir. É um convite para que todos que moram na cidade ou que queiram estar nela durante o evento, possam se divertir intensamente, em clima alto-astral, de festa, de confraternização entre as pessoas, ao lado de grandes artistas da música brasileira.

O evento é realizado pela Nenety Eventos com produção artística de Wellington Melo, através da Multipllus Entretenimento. O espaço contará com uma grande estrutura de palco, som, luz, camarotes, segurança privada, banheiros químicos e alimentação.  Em Belo Horizonte, o TIM Music na Estrada Festeja BH é realizado pela empresa Nenety Eventos, com produção artística da Multipllus Entretenimento, quem tem à frente o produtor cultural Wellington Melo. O evento ainda conta com o apoio do UniBH e o patrocínio da TIM. Os ingressos estão à venda a partir de R$ 60 pelo site www.nenety.com.br. Classificação: 16 anos pista e 18 anos demais setores.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Fernando Monteiro apresenta voz e violão no Brothers Gastro & Pub

IMG_9899pic-Frank Bittencourt
Músico mineiro faz show intimista com grandes sucessos da MPB, pop dos anos 80 e 90, reggae e canções autorais fazem parte do repertório

Cada vez mais conhecido na noite de BH, o cantor e compositor mineiro Fernando Monteiro confirmou mais um show no Brothers Gastro & Pub. No dia 27 de setembro (sábado), às 21h30, o Brothers Gastro & Pub (Rua José Benevides da Silveira, 36, Letícia, Venda Nova – BH) será palco para o músico.

Além de músicas autorais, Fernando Monteiro apresentará releituras de grandes clássicos de Djavan, Cazuza, Cássia Eller e também de hits de Seu Jorge, Lulu Santos, O Rappa, Jorge Ben e muitos outros nomes da música nacional.

Cada vez mais maduro e conquistando admiradores por onde passa. Como compositor, Fernando Monteiro agrega às suas músicas toda as influências do vasto repertório nacional que ele interpreta nas noites. Um exemplo é a  música “Caldeirão Brasil”, de autoria de Fernando, a qual pode se perceber claramente a  mistura de ritmos estampada tanto na letra quanto nos arranjos. Outra característica das composições é a abordagem romântica que pode ser apreciada na canção “Passionalidade bem resolvida”.

Fernando Monteiro já tem mais um show confirmado. No dia 4 de outubro, às 21h, o artista sobe ao palco da Usina Choperia, em Betim (Av. Nossa Senhora do Carmo, 739).

Serviço
Fernando Monteiro no Brothers Gastro & Pub
27/09 | Sábado | 21h30
Local: Brothers Gastro & Pub -  (Rua José Benevides da Silveira, 36, Letícia, Venda Nova – BH Couvert: R$ 5,00
Classificação livre
Informações ao público:  (31) 3453 6166 - http://www.brothersgastropub.com.br/
Assessoria de Imprensa: Grupo Balo de Comunicação – www.grupobalo.com
Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

Grande final do Festival de Música Suburbandas conta com show de Tom Nascimento

Fotos da segunda etapa eliminatória - 20/09/2014 - Crédito: Heberton Lopes
Tom Nascimento apresenta show na grande final do Festival de Música Suburbandas

Após reunir centenas de pessoas em escolas de Lagoa Santa e escolher quatro músicas, festival promove a grande final na Praça da Bíblia; Tom Nascimento, o presidente do júri, apresenta show antes de anunciar os três primeiros colocados

Após dois finais de semana com muita música e mobilização popular em Lagoa Santa, o Festival de Música Suburbandas chega à grande final. No dia 27 de setembro (sábado), a partir das 19h, os jurados escolherão os três primeiros colocados. Mas antes de anunciar os vencedores, o músico Tom Nascimento, que preside o júri, sobe ao palco acompanhado por Johnny Herno para apresentar o show As reticências do Funk-se, Rock-se na Praça da Bíblia.
No último sábado (20), cerca de 500 pessoas estiveram presentes na Escola Municipal Alberto Santos Dumont durante a segunda etapa eliminatória do festival. Com uma grande mobilização de fãs, Victor Amanteá, com a banda Republicanna, apresentou a  música Pra se lembrar e foi a mais votada da noite. A segunda música escolhida  por meio de votação popular foi a Adoro Viajar, de Manoel Rodriguês, que tem o nome artístico de Wagner e integra dupla com o seu parceiro Ryan.
“Nós conseguimos o que queríamos e eu não imaginei que viria esse tanto de gente para torcer pela banda. Vamos entrar na final para destruir, no bom sentido. Se ganharmos, o prêmio será utilizado para ajudar a gravar o nosso primeiro CD”, conta Victor Amantéa, compositor da música Pra se lembrar  e vocalista da banda Republicanna, que mobilizou grande parte do público presente.
“Eu tenho minha turma que anda comigo, meus parentes e amigos e também mobilizei muita gente pelas redes sociais e conseguimos chegar até a final. E semana que vem para ganhar tem que ser bom mesmo pois não tem voto popular e são os jurados que decidem”, diz Manoel Rodriguês, compositor da música Adoro Viajar e integrante da dupla Ryan e Wagner.
A grande final do Festival de Música Suburbandas reunirá os quatro compositores escolhidos por meio de votação popular e contará com a presença de renomados profissionais da área artística e cultural como jurados. Leisles Gonçalves, compositora de Resposta para a Nação, Ruham Matusalém, autor de O Menino, Manoel Rodriguês, criador da canção Adoro Viajar e Victor Amantéa, compositor de Pra se lembrar, subirão ao palco montado na Praça da Bíblia no próximo sábado para concorrerem  aos prêmios de 1000 reais para o primeiro colocado, 500 reais para o segundo e 300 reais para o terceiro.
 Surpresa
Antes mesmo de iniciar o evento oficialmente, o público já curtia o trabalho dos compositores e músicos durante a passagem de som. Ana Carla Almeida, compositora da música João, ganhou elogios pela música e pela afinada voz. Mesmo não sendo classificada para a final, Ana Carla subiu ao palco novamente após a votação e interpretou sucessos da MPB.
A Republicanna, liderada por Victor Amantéa, apresentou um verdadeiro show de rock e fez o público levantar da cadeira e pular ao contagiante som da banda. O que ninguém esperava é a presença de Erick Bless, da família BlessED, que não foi classificado para a grande final, mas, totalmente de improviso, subiu ao palco com a banda Republicanna e apresentou uma mistura de rock com hip hop que arrancou aplausos e elogios de todos os presentes. “Cultura é essa união, é essa força toda. A cultura está viva em Lagoa Santa. A Ubrafa e o Instituto João Ayres estão de parabéns por movimentar a cidade desta forma”, diz Erick logo após descer do palco.
“Nós estamos muito felizes por realizar o Festival de Música Suburbandas aqui em Lagoa Santa. Esse é apenas o primeiro ano e em 2015 com certeza teremos outro grande festival. Agradeço a TIM e a Cemig pelo patrocínio, a Prefeitura de Lagoa Santa pelo apoio e toda a equipe do Instituto João Ayres e da Ubrafa pelo empenho”, fala Cristiane Fátima Saldanha, produtora do evento.
Realizado pela Ubrafa – União Brasileira de Favelas e pelo Instituto João Ayres, o Festival de Música Suburbandas é patrocinado pela TIM e pela Cemig e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Lagoa Santa.
Serviço:
Festival de Música Suburbandas em Lagoa Santa
Grande final com show de Tom Nascimento - 27/09/2014 (sábado) – 19h
Local: Praça da Bíblia
Músicas selecionadas para a grande final:
Resposta para a Nação, de Leisles Gonçalves, que sobe ao palco com a banda Adorar-t
O Menino, de Ruham Matusalém, que sobe ao palco com a banda Suburbanda
Adoro Viajar, de Manoel Rodriguês, que sobe ao palco como Wagner em dupla com Ryan
Pra se lembrar,  de Victor Amantéa, que sobe ao palco com a banda Republicanna
Entrada franca
Classificação livre
Realização: Ubrafa e Instituto João Ayres
Patrocínio: TIM e CEMIG
Apoio: Prefeitura Municipal de Lagoa Santa
Informações:www.ubrafa.org
Assessoria de Imprensa: Grupo Balo de Comunicação – www.grupobalo.com
Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

Projeto Caleidoscópio de Oficinas - inscrições gratuitas


As inscrições gratuitas para oficinas que abordarão a improvisação nas múltiplas linguagens artísticas estão abertas até o dia 30 de setembro

 Pioneiro em Minas Gerais, desde 1999, o Portal Cultural Caleidoscópio, continua incrementando a arte e o fazer cultural. Além do apoiar os mais diversos projetos ele se tornou parceiro de entidades culturais e artistas empreendedores, sempre com o objetivo de promover a visibilidade da arte realizada no Estado.

No período de 13 a 17 de outubro, será realizado o Projeto Caleidoscópio de Oficinas, que apresenta uma proposta inovadora e focaliza o conceito de improvisação nas múltiplas linguagens artísticas. As inscrições gratuitas podem ser feitas até o dia 30 de setembro. Outras informações podem ser obtidas pelo fone (31) 8468 1881 (Rodrigo), (31) 9525 8787 (Simone) e pelo endereço www.caleidoscopio.art.br.

As oficinas serão realizadas de (13 a 17 de outubro) segunda a sextano Centro Cultural da UFMG (Av. Santos Dumont, 174, centro, BH). Desta forma, um importante diferencial do Caleidoscópio de Oficinas é a dar oportunidade aos alunos de aproximação do universo artístico do professor, ampliando sua capacidade no desenvolvimento de seu talento, proliferando assim, para o mercado, seu conhecimento adquirido junto ao professor-artista.

Serão cinco oficinas (Teatro, Dança, Artes Plásticas, Literatura e Circo) e proporcionarão ao participante o desenvolvimento da sua capacidade de improvisar na sua área de atuação artística, enriquecendo o seu repertório técnico no âmbito profissional.

•          Oficina de Teatro - Cristina Tolentino (segunda à sexta, das 8h às 12h)
•          Oficina de Dança - Paola Rettore (segunda à sexta, das 9h às 12h)
•          Oficina de Artes plásticas - Marco Paulo Rolla (segunda à sexta, das 9h às 12h)
•          Oficina de Literatura - Ricardo Aleixo (segunda à sexta, das 19h às 22h)
•          Oficina de Clown (Circo) - Rodrigo Robleño (segunda à sexta, das 14h às 17h)

Para encerrar o projeto serão realizadas apresentações com os resultados dos trabalhos obtidos em cada oficina, num grande momento de criação artística, protagonizado pelos alunos participantes. Estas apresentações serão abertas ao público no sábado – dia 18/10, das 13h às 17h no Centro Cultural da UFMG (Av. Santos Dumont, 174, centro, BH).

Outras informações e inscrições: (31) 8468 1881 (Rodrigo), (31) 9525 8787 (Simone)

Assessoria de Imprensa:
Christina Lima (31) 3274 8907  - (31) 9981 4897
Heberton Lopes (31) 3077 0606 – (31) 8855 1219

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Tom Nascimento lança o novo show "Sois África" em BH

ISRAEL CAMPOS
Crédito: Israel Campos
Novo show será apresentado no dia 3 de outubro na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes

Após passar uma temporada na estrada com a aplaudida turnê “Funk-se, Rock-se...”, o cantor e compositor mineiro Tom Nascimento se prepara para apresentar o novo show “Sois África”. A estreia será no dia 3 de outubro (sexta-feira), às 19h30, na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1537, Centro). No palco, além de Tom, estarão: Johnny Herno na estética percussiva e teatral e canto a capela, Richard Neves nos teclados e zabumba e Sérgio Danilo no saxofone, flauta e pandeiro.
De acordo com Tom Nascimento, o “Sois África” é um show que se vale das várias possibilidades que a palavra arte dá. Passa pelo fazer artístico do músico observar, pesquisar, sentir e valorizar a herança africana em Minas Gerais e no Brasil. O artista mineiro desenvolveu o espetáculo baseado em sua oficina de nome “O olhar e o espelho”, que visa apresentar não uma definição, mas sim um olhar sobre a África que nos habita, abordando questões como consciência étnica, brasilidade pertencimento e afro-descendência.
Tom Nascimento
Nascido em Belo Horizonte, mas crescido em Santa Luzia, na região metropolitana, Tom Nascimento possui 18 anos de carreira dedicados à música, como cantor, instrumentista e compositor. Iniciado no violão erudito, ainda nos bares encantou-se pela música popular brasileira e, especificamente, pelos ritmos e canções de origem africana, que vão do samba aos ritmos nordestinos. Na música de Tom Nascimento encontram-se com o rhythm'n'blues, reggae e outros estilos para compor um “afropop” à mineira.
No período de 2004 a 2006, o artista foi vocalista da banda Berimbrown, participando do primeiro DVD da banda e dos discos “Irmandade” e “Berimbrown e os Mestres Negros da Música Brasileira”.Com a banda, o artista participou de três turnês pela Europa (Alemanha, Áustria e Suíça), e foi destaque na mídia nacional .
Seu estilo único lhe rendeu convites marcantes para a sua carreira, como dividir palcos e gravações com grandes mestres da música brasileira, a exemplo de Milton Nascimento, Gilberto Gil, Luiz Melodia, Chico César, Sandra de Sá, Gerson King Combo, dentre outros.
Em julho e agosto de 2008, Tom realizou a primeira turnê solo internacional pela Itália, com shows pelas cidades de San Remo, Bussana Vecchia, Bussana Mare e Vitimiglia. A composição “La Formica Teresa”, com letra em italiano e que mistura funk, salsa e ragga, teve vídeoclipe gravado durante o verão italiano. Ainda em 2008, o músico recebeu o Prêmio Mineiro de Música Independente e foi um dos artistas selecionados na primeira edição do programa Vozes do Morro.
Além disso, Tom é um dos artistas que compõe o time internacional do projeto Playing For Change, com DVD lançado neste ano .Ao lado do grupo, participou de diversas apresentações, com destaque ao show no Festival Planeta Brasil.
Em 2013, fez o show de abertura para o Jota Quest na reinauguração do estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

Músicos no palco do show “Sois África”
Tom Nascimento
Violão percussivo, afro-beat box, loop station, performances, poema e canto

Johnny Herno
Estética percussiva e teatral, conceito de música visual, dança e canto a capela

Richard Neves
Tecladista, arranjador e produtor musical, também tocará zabumba no show.

Sérgio Danilo
Multi instrumentista e ganhador do prêmio BDMG instrumental 2014, no show tocará saxofone, flauta e pandeiro.

Serviço:
Tom Nascimento  lança o show “Sois África” na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes
Data: 3 de  outubro (sexta-feira)
Horário: 19h30
Local:Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes – Av. Afonso Pena - 1537  - Centro
Ingressos:
R$ 10 (meia) – R$ 20 (inteira)
Classificacação: livre
Produção: Daiane Fiúza
Mais informações:www.tomnascimento.com.br
Assessoria de imprensa: Grupo Balo de Comunicação – www.grupobalo.com
Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

Tamanho Único


IMG_0395
Dançarina capta recursos para produção de documentário sobre sua luta contra a barreira do preconceito por ser obesa
Trajetória pós cirurgia bariátrica está sendo registrada em vídeo
“Minha luta para sobreviver na dança é tão antiga quanto minha consciência”. Essas são as primeiras palavras da dançarina e professora de dança Izabela Miranda que foram publicadas no blog Tamanho Único, criado para registrar a batalha dela para levantar recursos para a gravação de um documentário sobre sua luta contra a obesidade.
No dia 22/08/2014, ela se submeteu a uma cirurgia bariátrica, que tem como objetivo a redução do estômago. Todo o processo de emagrecimento está sendo registrado em  vídeo para a produção um documentário.
O roteiro do vídeo traça a trajetória de alguém que se atreve a fazer parte de um mundo que nunca seria seu. A narrativa é extremamente divertida, mas com toda seriedade que o assunto requer. O documentário não é mais um informativo  de “obesidade e saúde”. A abordagem é muito mais ampla, pois tratará dos problemas sociais ligados à doença e temáticas como  “obesidade e vida” e “obesidade e sonhos”.
O documentário será  composto por episódios cômicos ou dramáticos, dependendo de quem vive. São situações que grande número de pessoas se identificarão, mas que a sociedade do “Tamanho Único” jamais consideraria. Da criança que não cabe no balanço do parque à dançarina que é sutilmente cortada da coreografia, porque o figurino é “Tamanho Único”.
O motivo
O ápice da história ainda está em curso. Aos 27 anos, Izabela estava em um grande momento da carreira como dançarina e parecia ser o fim da guerra contra obesidade. Ela chegou a eliminar 23kg em 6 anos.
Ironicamente, na mesma época, foi diagnosticada com sérios problemas na coluna, causando dores crônicas que a obrigaram a diminuir suas atividades, inclusive os trabalhos com a dança.O resultado disso é que a dançarina recuperou  23 kg em apenas 1 ano e meio. Em virtude disso, ela decidiu se submeter ao mais drástico dos tratamentos de obesidade: a cirurgia bariátrica, popularmente conhecida como “redução de estômago”. Menos peso, menos dores e mais dança é o que ela quer.
Por que Tamanho Único?
Izabela Miranda decidiu pelo nome “Tamanho Único” devido a uma experiência humilhante. Em uma apresentação de dança realizada por uma companhia a qual fazia parte, ela descobriu, minutos antes de entrar no palco, que todos os figurinos eram tamanho único. Ela até vestiu as roupas, mas ficou muito apertado. Naquele momento, se sentiu humilhada e não teve coragem de entrar no palco. E isso a marcou muito.
Ela conta que o objetivo do documentário é provocar uma reflexão acerca dos padrões impostos pela sociedade e também expor as dificuldades de integração social que o obeso tem.
Izabela está levantando recursos para a realização do projeto.  “A iniciativa  não possui patrocínio, mas sim apenas pessoas muito malucas que abraçaram essa ideia”, conta  a dançarina.  São equipamentos, mão de obra, produção, fotografia, deslocamentos etc.
Os procedimentos para doações, planilha de custos e prestação de contas serão publicadas no blog  criado especialmente para registrar os passos da iniciativa: http://blogtamanhounico.blogspot.com.br/
“Prometo continuar feliz como sempre e fazer o melhor dessa história”, Izabela Miranda.
O Grupo Balo de Comunicação apoia a iniciativa.
Contato para mais informações e agendamento de entrevistas:
Heberton Lopes – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219  -  hlopes@grupobalo.com

Segunda eliminatória do Festival de Música Suburbandas

Fotos da primeira etapa eliminatória. Crédito: Heberton Lopes
Músicas das bandas Adorar-t e Suburbanda foram as escolhidas pelo público; no próximo sábado mais duas canções serão escolhidas para a grande final
 A noite do último sábado (13) foi embalada pelas músicas autorais dos participantes da primeira etapa eliminatória do Festival de Música Suburbandas, realizada na quadra da Escola Municipal Alberto Santos Dumont e que está movimentando o cenário cultural de Lagoa Santa. O evento reuniu mais de 500 pessoas que foram prestigiar e escolher duas músicas para concorrerem na grande final. A segunda etapa será no próximo sábado (20 de setembro), às 19h, na Escola Municipal Herculano Liberato de Almeida  (Rua Tenente Luiz Dorneles, 170, Aeronautas), onde o público selecionará mais duas músicas.

Apresentações do próximo sábado:
Manoel Rodriguês da Fonseca, com a música Adoro Viajar
Marcelo Silva Monteiro, com a música Povo Brasileiro
Victor Amanteá, com a música Pra se lembrar
Fernanda Paiva, com a música Som Imaginário
Ana Carla Almeida e Renata dos Santos, com a música João

Destas cinco, serão escolhidas duas músicas para concorrerem com as outras duas que foram classificadas no último sábado. As quatro músicas selecionadas nas eliminatórias serão apresentadas na grande final, que será no dia 27 de setembro, às 19h, na Praça da Bíblia, em Lagoa Santa e contará com a presença de renomados profissionais da área artística e cultural como jurados. Os prêmios serão de 1000 reais para o primeiro colocado, 500 reais para o segundo e 300 reais para o terceiro.

Vitória
“Nunca vi uma oportunidade tão boa como esta iniciativa aqui em Lagoa Santa”, diz a vocalista da banda Adorar-t, Leisles Gonçalves, que foi selecionada com a música Resposta para a Nação. Ela mobilizou os amigos e ajudou a encher a quadra da Escola Municipal Alberto Santos Dumont.
O outro classificado foi Ruham Matusalém, da Suburbanda, com a canção O Menino. “Eu fiz esta música há algum tempo, mas quando soube do Festival, montei a banda para me inscrever no Festival de Música Suburbandas e o nome do grupo foi inspirado no nome do Festival”, conta.
Muito feliz com a  mobilização da população de Lagoa Santa, a produtora do Festival Cristiane Fátima Saldanha destacou que o evento é para a família. “Vimos aqui pessoas de todas as idades, de crianças a idosos, todos curtindo as músicas, participando, aplaudindo e valorizando a iniciativa que chega pela primeira vez em Lagoa Santa”, conta Cristiane, que já adianta: ano que vem a cidade deve receber o Festival de Música Suburbandas novamente.
A madrinha do Festival, Selma Burni, que também é a primeira dama da cidade de Lagoa Santa, afirma que ao apoiar a realização do evento, o município tem como objetivo valorizar a cultura. “Trazer este Festival para a cidade é acreditar que temos bons talentos aqui e mostrar que todo mundo é capaz”, comenta.
Realizado pela Ubrafa e pelo Instituto João Ayres, o Festival de Música Suburbandas é patrocinado pela TIM e pela Cemig e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Lagoa Santa.  O objetivo da iniciativa é fomentar a mobilização das comunidades e promover a criação de laços de solidariedade que unam as pessoas, sem distinção do lugar em que vivem, da religião que praticam, e da profissão que eventualmente exercem.
Serviço:
Festival de Música Suburbandas em Lagoa Santa
Segunda etapa eliminatória  - 20/09/2014 (sábado) – 19h
Local: Escola Municipal Herculano Liberato de Almeida  (Rua Tenente Luiz Dorneles, 170, Aeronautas)
Entrada franca
Classificação livre
Realização: Ubrafa e Instituto João Ayres
Patrocínio: TIM e CEMIG
Apoio: Prefeitura Municipal de Lagoa Santa
Informações:www.ubrafa.org
Assessoria de Imprensa: Grupo Balo de Comunicação – www.grupobalo.com
Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219

Barbacena recebe último show da turnê Funk-se, Rock-se... de Tom Nascimento

Tom Nascimento _ Ana Souza
Crédito: Ana Souza
Acompanhado pela banda Nuca Preta e com participação especial de Deborah Rosa, músico mineiro se apresenta no Gino's il Candelabro

Após uma temporada na estrada com o show “Funk-se, Rock-se...”,   o cantor, compositor intérprete e instrumentista Tom Nascimento  se prepara para a última apresentação da turnê.  No dia 25 de setembro (quinta-feira), às 22h, o músico sobe ao palco do Gino's il Candelabro (Rua Primeiro de Maio, 58 - Centro – Barbacena).
Para esta última apresentação, a cantora e compositora Deborah Rosa acompanha o músico junto com a banda Nuca Preta, que conta com Rafael Elói (baixo),  Marcílio Rosa (guitarra), Richard Neves (teclado), Johnny Herno (percussão) e  Digão (bateria).
O show Funk-se, Rock-se... de Tom Nascimento apresenta músicas autorais e “releituras radicais”, como o próprio músico prefere chamar, que é o caso do clássico Cadê Você, de Odair José, e Mama África, de Chico César, que inclusive participou da gravação do CD.
Tom Nascimento é um artista que dialoga com as várias possibilidades que a palavra ARTISTA dá. O violão percussivo somado ao uso “loop station” e o “afro-beatbox”, são elementos que fazem o som do músico soar como algo genuíno e original.
Seu estilo único lhe rendeu convites marcantes para a sua carreira, como dividir palcos e gravações com grandes artistas brasileiros, a exemplo de Milton Nascimento, Gilberto Gil, Luiz Melodia, Chico César, Sandra de Sá, Gerson King Combo, dentre outros.
Além disso, Tom é um dos artistas que compõe o time internacional do projeto Playing For Change e, ao lado do grupo, participou de diversas apresentações, com destaque ao show no Festival Planeta Brasil na capital mineira.
Após o encerramento da turnê, Tom Nascimento lançará seu novo show, intitulado “Sois África”, no dia 3 de outubro, às 20h, na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes, em Belo Horizonte.
Trajetória
Nascido em Belo Horizonte, mas crescido em Santa Luzia, na região metropolitana, Tom Nascimento possui 16 anos de carreira dedicados à música, como cantor, instrumentista e compositor. Iniciado no violão erudito, ainda nos bares encantou-se pela música popular brasileira e, especificamente, pelos ritmos e canções de origem africana, que vão do samba aos ritmos nordestinos, e que na música de Tom Nascimento encontram-se com o rhythm'n'blues, reggae e outros estilos para compor um “afropop” à mineira.
Em 2004, o artista foi convidado para ser vocalista da banda Berimbrown, posto que ocupou até 2006. Com a banda, o artista participou de três turnês pela Europa (Alemanha, Áustria e Suíça), foi destaque na mídia nacional e gravou e se apresentou com grandes artistas brasileiros
Em julho e agosto de 2008, Tom realizou a primeira turnê solo internacional pela Itália, com shows pelas cidades de San Remo, Bussana Vecchia, Bussana Mare e Vitimiglia. A composição “La Formica Teresa”, com letra em italiano e que mistura funk, salsa e ragga, teve vídeoclipe gravado durante o verão italiano. Ainda em 2008, o músico recebeu o Prêmio Mineiro de Música Independente e foi um dos artistas selecionados na primeira edição do programa Vozes do Morro.
Em 2013, fez o show de abertura para o Jota Quest na reinauguração do estádio Mineirão, em Belo Horizonte.
Serviço:
Tom Nascimento – Encerramento  da turnê “Funk-se, Rock-se...” em Barbacena
Participação especial de Deborah Rosa
Data: 25 de setembro de 2014 (quinta-feira)
Horário: 22h
Local: Gino's il Candelabro (Rua Primeiro de Maio, 58 - Centro – Barbacena).
Ingressos: R$ 10 (meia entrada e antecipado)
Classificacação: 18 anos
Mais informações:www.tomnascimento.com.br ou (32 ) 3331 6075 |  (32) 8808 8649
Assessoria de imprensa: Grupo Balo de Comunicação – www.grupobalo.com
Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219