quinta-feira, 28 de novembro de 2013

O som Afroprogressivo de Babilak Bah

Funarte MG recebe show para gravação do DVD que celebra
50 anos de vida e quase três décadas  de teimosia artística. Foto: Netun Lima


O som “Afroprogressivo” de Babilak Bah será apresentado em um show que comemora os 50 anos de vida e quase três décadas de busca incessante por uma subjetividade artística. Acompanhado por sua banda, a apresentação será no dia 13 de dezembro (sexta-feira), às 20h30, na Funarte MG (Rua Januária, 68, Floresta, Belo Horizonte) e contará com a participação da Guarda de Moçambique e Congo Treze de maio de Dona Isabel.

Realizado com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, o show, para gravação do seu primeiro DVD, irá trazer uma síntese da carreira de Bah, que é conhecido pelas experimentações e inovações na arte de fazer música.

Com a Guarda de Moçambique e Congo Treze de maio de Dona Isabel, Babilak propõem estabelecer a ponte que o fez escolher o estado de Minas Gerais como seu lugar para viver, criar laços com a cultura mineira, demonstrar a admiração que o artista tem pelo congado e manter a parceria iniciada na finalização do CD Biografia de Homens Inquietos que contou com a participação da Guarda na música: "Moçambique".

Babilak Bah não se considera um músico no sentido clássico, mas sim um “artista do ruído” e um “propositor”,  mais do que um compositor. O que norteia o fazer artístico de Babilak em quase 30 anos de carreira é a persistência de construir um trabalho autoral, singular, que traz a marca da diferença.

Na sua historia musical destacam-se a criação do "Enxadário: Orquestra de Enxadas", através de experimentações sonoras para explorar os timbres desse instrumento até então utilizado como ferramenta de trabalho e suas composições registradas no CD Biografias de Homens Inquietos.

Para o show de gravação do DVD a proposta é resgatar os principais momentos da sua carreira artística permeada pelo conceito “Afroprogressivo”. Bah explica que o conceito surgiu em 1998 e tem como essência o diálogo com os ritmos da cultura popular em fusão com as linguagens contemporâneas  da música eletroeletrônica.

O fundamento é o experimentalismo, sobretudo o campo aberto para improvisos na perspectiva de uma  transgressão do signo sonoro somado a uma exuberante performance no palco, além de sua verve poética destacada por composições apresentadas através de sua voz "rasgada" e seu "canto falado". Desta forma, Bah mostra uma linguagem híbrida  mediante uma música de batida forte.

O DVD gravado durante o show tem a previsão de lançamento para o final do primeiro semestre de 2014.

Ficha técnica:
Músicos: Thiago de Melo, Markus Kupertino, Johnny Herno, Leonardo Brasilino
Cenario: Manuela Rebouças
Iluminação: Juliano Coelho e Felipe Cosse
Filmagem: Roberio Carneiro

Sonorização: Murilo Correa

Serviço:
Show – O som Afroprogressivo de Babilak Bah
Data: 13/12/13 (sexta-feira) - Horário: 20h30
Local: Funarte MG - R. Januária, 68 - Floresta, Belo Horizonte
Classificação: Livre
Entrada franca - Sujeito a lotação do espaço
Retirada de ingressos: bilheteria da Funarte, dia 13/12 a partir das 19h
Informações: (31)3568 1471
Produção: Zen Preto Produções
Co-produção: PCProduções
Patrocínio: Casa UNA através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de BH
Apoio: Funarte MG
Assessoria de imprensa: Grupo Balo de Comunicação – (31) 3077 0606
Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 8855 1219